Eulália Macedo

Maria Eulália Macedo nasceu em S. Gonçalo, a 21 de março de 1921. Teve uma infância e juventude marcadas pelo convívio com homens como Teixeira de Pascoaes, João Teixeira de Vasconcelos, escritores e artistas como Alexandre Pinheiro Torres e o pintor João de Vasconcelos.

Em 1968, recebeu o Prémio de Manuscritos de Poesia do S.N.I. pelo seu livro «Construção de Vento Norte».

Em 1970, publicou o seu segundo livro, «Raízes», na «Sociedade de Expansão Cultural».

Em 1971, publicou, em edições «Ática», «Histórias de Poucas Palavras», de contos e novelas, agora reeditado pelo Município de Amarante. 

Em 1994, com uma edição de autor, publicou «As Moradas Terrenas».

Em 2009, a Câmara Municipal de Amarante reeditou «Histórias de Poucas Palavras».

Tem publicações dispersas em jornais e revistas portuguesas e brasileiras.

Da sua escrita, disse Maria João Reynaud que "tanto nos pode convocar para um mundo de carência e sofrimento como para a pura sensualidade da vida na profusão das suas manifestações (...)".