18 de Junho, 2018

Amarante apresentou projetos de relevo na Rede de Cidades Criativas da UNESCO

O presidente da Câmara Municipal de Amarante, José Luís Gaspar, e o vereador, com o pelouro do Desenvolvimento Económico, André Costa Magalhães, estiveram presentes no encontro anual de Cidades Criativas da UNESCO, que decorreu de 11 a 15 de junho, em Cracóvia e Katowice, na Polónia. Esta participação surge após Amarante ter sido distinguida, em outubro de 2017, como Cidade Criativa da UNESCO na categoria Música.

Perante a audiência, com mais de 500 participantes de todo o mundo, o Presidente da Autarquia, apresentou alguns dos projetos promovidos pelo Município de Amarante, destacando “a aposta na cultura e na criatividade como instrumentos essenciais na estratégia do desenvolvimento sustentável do concelho.” José Luís Gaspar lembrou ainda a “importância destes encontros para estreitar laços, partilhar e aprender” com as cerca de 180 cidades que integram a rede UNESCO.

Durante uma sessão para debater visões criativas para a regeneração urbana foi apresentado o projeto RUA, que recentemente completou um ano de existência, como exemplo de boa prática. Recorde-se que o RUA – Revitalização Urbana de Amarante é um projeto lançado pela Câmara Municipal de Amarante, através da InvestAmarante, com a Associação Empresarial de Amarante, e com o Aventura Marão Clube, através da Casa da Juventude de Amarante, e que pretende dinamizar o centro da cidade de Amarante, com o objetivo de promover a sua revitalização.

Houve ainda sessões dedicadas à categoria música, às quais pertencem, além de Amarante, cidades como Glasgow e Liverpool (Reino Unido), Hannover (Alemanha), Sevilha (Espanha), Kingston (Jamaica), Varanasi (Índia), Cidade da Praia (Cabo Verde), Salvador (Brasil), Idanha-a-Nova (Portugal), Katowice (Polónia), Brno (República Checa), Bogotá (Colômbia), Adelaide (Austrália), Ghent (Bélgica), Bologna (Itália), Daegu (Coreia do Sul) e Hamamatsu (Japão).

Desde 2004, a Rede de Cidades Criativas da UNESCO ressalta a criatividade dos membros dentro de sete áreas temáticas: Artesanato e Artes Folclóricas, Design, Cinema, Gastronomia, Literatura, Media Arts e Música. Portugal esteve representado, neste encontro, pelas cinco cidades que integram a rede, nomeadamente Barcelos (Artesanato), Braga (Media Arts), Idanha-a-Nova (Música) e Óbidos (Literatura).