Novo coronavírus - COVID-19

Neste espaço, poderá aceder às medidas de contingência que o Município de Amarante adotou para travar a disseminação do novo Coronavírus- COVID-19, bem como a um conjunto de medidas úteis para a população.

Portugal encontra-se, neste momento, em estado emergência nacional decretado pelo Presidente da República em todo o território, nos termos do Decreto n.º 14-A/2020. A Organização Mundial da Saúde declarou, a 11 de março, pandemia para o surto de Covid-19.

Mensagem do Presidente da Câmara

Caras e caros amigos de Amarante,

No atual contexto, que é de emergência nacional, a comunidade amarantina demonstra a serenidade e o sentido de responsabilidade indispensáveis para enfrentar as semanas que se seguem com coragem e com esperança.

Apesar de não termos conhecimento, até ao momento, de algum caso de infeção pelo COVID-19 na nossa terra, Amarante mostra-se atenta e solidária.

Na Câmara Municipal, fruto do acompanhamento ativo e contínuo da evolução do surto, assumimos as decisões e as medidas que, a cada momento, se revelaram necessárias à prevenção do contágio e, portanto, à proteção da saúde de todos.

Mantemos o contacto permanente com as autoridades de saúde, a quem já disponibilizámos recursos humanos, materiais e logísticos.

Estamos empenhados no reforço das medidas de retaguarda social – de que o Serviço Municipal de Apoio ao Idoso e o Fundo de Emergência Social são bons exemplos – e no aperfeiçoamento da articulação com os parceiros da Rede Social, estrutura fundamental na cobertura da resposta em todo o território, hoje mais do que nunca.

Não quero deixar de salientar os inúmeros contactos de pessoas, empresas e instituições que, junto da Câmara, disponibilizam os seus recursos para o que possam ser úteis.

E enaltecer, desde já, o compromisso com a comunidade que tem sido evidenciado por muitos empresários, pelos voluntários, pelos trabalhadores da Câmara Municipal, pelas Juntas de Freguesia, pelas forças de segurança e da Proteção Civil, pelos parceiros da Rede Social, pela Cruz Vermelha e pelas corporações de Bombeiros de Amarante e Vila Meã, e muito particularmente, pelos Profissionais de Saúde.

A todos, e em nome de todos os Amarantinos, deixo uma palavra de reconhecido agradecimento.

E termino lembrando que todos estamos definitivamente vinculados à responsabilidade de prevenir o contágio, em nome da proteção de cada uma das pessoas com quem nos relacionamos, seja profissional, social ou familiarmente.

Os cuidados a ter já são conhecidos:

  • Todos os que puderem têm de permanecer em casa e esgotar as possibilidades para evitar o contacto presencial com outras pessoas para além daqueles com quem vivem;
  • Quando e a quem isto não for possível tem, necessariamente, de adotar as precauções de higiene, desinfeção e distância social de contacto, procurando, ainda assim, reduzir ao estritamente necessário (e com cuidados redobrados) o contacto direto com as pessoas de maior risco, para os quais a ameaça é ainda maior, como é o caso dos mais idosos ou das pessoas cuja saúde é mais vulnerável.

Estas têm de ser as normas que, por agora, regulam a nossa vivência em comunidade. Na certeza, porém, de que está ao nosso alcance vencer esta batalha e, desse modo, regressar à normalidade.

José Luís Gaspar

24 de março de 2020